05/06 Inovaliação

Inovaliação

 

TEMA: Avaliação do desempenho no serviço público.

 

Desenvolvido por:

  • Aline Belz Martz
  • Bruna Barbara
  • Emiliana Bianchi
  • Juliana Caubianco
  • Tatiele Evers

Atualmente os órgãos públicos estão focados na avaliação de desempenho dos colaboradores como um todo, mensurando as qualidades e pontos fracos do indivíduo dentro e fora das equipes de trabalho. Ter um programa de avaliação é importante tanto para a organização quanto para o colaborador, pois a empresa passará a conhecer melhor seu pessoal, podendo extrair dele um melhor rendimento, e o empregado, conhecendo suas limitações, ficará mais seguro quanto ao seu plano de carreira na empresa. O objetivo principal da avaliação de desempenho é conhecer o “homem” que está dentro do setor público, através de demonstrações de maior ou menor eficiência no trabalho. A cada nova avaliação o supervisor irá descobrindo novos elementos que lhe ajudarão a criar novos critérios e métodos de avaliação de forma justa e eficiente.

Ao realizar uma avaliação é preciso tomar cuidado com alguns fatores, como por exemplo, a qualificação da pessoa que será o ‘avaliador’, notamos que em alguns casos, a pessoa não esta qualificada para executar essa tarefa, e essa falta de preparação é resultado da falta de treinamento, mostraremos no programa a seguir, um caso onde o avaliador está totalmente despreparado e acaba prejudicando uma funcionária por avalia-la incorretamente. Outro fato que será discutido é o caso Cecília, onde falta a criação de um programa especial de avaliação de desempenho, visto que a moça ingressou no serviço público pelo sistema de cotas para pessoas com deficiência e ao ser avaliada, recebeu um tratamento como o de qualquer outro.

Cada indivíduo é diferente do outro, por isso, nem todos executam os mesmos trabalhos, ou ainda, cada um deles apresenta uma atitude individual no serviço. Concluímos que os subordinados não podem sofrer o mesmo tipo de avaliação e que a qualificação de quem aplica a avaliação é de extrema importância para o desenvolvimento da organização. Serão discutidas as inovações relacionadas a esse tema, mostrando soluções para esses casos.

 

 

:: Mais sobre o tema ::

:: Vídeo

Avaliação 360º graus: desafios e vantagens

http://www.youtube.com/watch?v=Gk5XtU5xLWk&feature=related

Dicas de como aplicar bem o feedback

http://www.youtube.com/watch?v=jm9SHvt463c&feature=related

 

:: Artigo

Artigo sobre o Filme “O homem que mudou o Jogo” – VOCÊ S/A

http://vocesa.abril.com.br/desenvolva-sua-carreira/materia/carreira-vida-corporativa-licoes-beisebol-684020.shtml

 

:: Filmes

>> Desafiando Gigantes

>> Homens de Honra 

 

Agora é com você!

Qual a sua sugestão de como deveria ser avaliado o desempenho dos funcionários de cargos públicos durante o estágio probatório?

Anúncios

62 pensamentos sobre “05/06 Inovaliação

  1. Acho que deveria, como em qualquer instituição, ser avaliado por seu desempenho, mas como inovação pode entrar ai a avaliação pelas competências, o que contribui muito para a empresa e, para o indivíduo, e que pode ser aí um fator de motivação.

    • Oi Pamella, obrigada pelo seu comentario, se desenvolvido uma avaliação por competencias, certamente seria muito valido cabendo no perfil de cada candidato, devido sua competencia, as limitacoes de cada setor. E nao simplesmente desenvolver uma avaliacao igual para todos.

  2. Deveria ser através das competências do funcionário, pois são funcionários como os das empresas privadas. Sabemos que alguns funcionários do setor público se aproveitam da estabilidade do emprego e, quem sabe através da avaliação de desempenho por competências eles atentem-se mais para o serviço que estão prestando.

    • Deveria ser como no setor privado, pois não há razão para ser diferente. A avaliação de desempenho seria uma forma eficaz para avaliar, já que esse tipo de avaliação consegue acompanhar mais de perto o individuo e o seu trabalho, sendo assim, da mesma maneira que acontece nas empresas privadas, os funcionários iriam se comprometer mais, ja que estão sendo observados e avaliados.

      • Ola Bruna, com certeza algumas avaliacoes de empresas privadas poderiam servir para o orgao publico, tais como bonificacoes. Porem, infelizmente, muitas vezes o governo nao disponbiliza de verbas para que seja feito dessa maneira. Obrigada por sua contribuicao.

  3. Acredito que assim como em empresas privadas, um método bacana de avaliação é aquele onde empresa e colaborador estabelem juntos as metas e é estabelecido um prazo para o cumprimento delas, isto é, uma avaliação de desempenho por objetivos. E então, a partir daí, o gestor toma nota pra ver o que foi atingido e o que não foi. Acredito ser uma forma direta de analisar o rendimento do funcionário.

    • Janciele, muito interessante mesmo seu ponto de vista, uma vez que o concursado e o orgao juntos desenvolvem as metas, assim fica muito claro e estabelecido o que deve ser feito. Ambos os lados ficam cientes de suas responsabilidades.

  4. Escutando a programação,acabei levantando uma questão que julgo importante ser esclarecida. Quais os benefícios da avaliação de desempenho no serviço público?

    • Oi Caio, os beneficios sao cruciais, para o orgao tanto para o avaliado. Para o avaliado, e esclarecido os requisitos de desempenho e o que leva a melhora-los, autoconhecimento, resultados, desenvolvimento pessoal e profissional. Para o orgao: Identificação das necessidades de colaboradores e gestores em termos de treinamento e desenvolvimento, permite a busca das pessoas certas e preparadas para uma nova função, visão geral do perfil dos profissionais avaliados e dos aspectos que afetam diretamente a vitalidade da organizacao, informações sobre o desempenho humano e sua contribuição para o desempenho empresarial e para o alcance dos objetivos organizacionais.
      Espero ter colaborado!

    • Caio, obrigada por sua pergunta, com certeza muito relevante. A avaliacao de varios beneficios, tanto para o avaliado quanto para o orgao. Para o avaliado: compreensão dos requisitos de desempenho e o que leva a melhorá-los, autoconhecimento, Identificação de necessidades de treinamento, desenvolvimento pessoal e profissional.
      Para o orgao:
      Visão geral do perfil dos profissionais avaliados, informações sobre o desempenho humano e sua contribuição para o desempenho empresarial, identificação das necessidades de colaboradores e gestores em termos de treinamento e desenvolvimento, permite buscar as pessoas certas e preparadas para uma nova função. Espero ter ajudado Caio!

  5. O funcionário estabelecendo metas, objetivos e desempenho é muito interessante. Podem se sentir mais motivados para realizarem trabalhos. O estágio probatório é um excelente avaliador!

  6. Avaliar no estágio probatório é complicado pois, muitos funcionários dão o melhor de si nesse período, é como um funcionário no período de experiência (3 meses). Acredito que a avaliação deveria ser continuo principalmente por se tratar de órgão público que todos temos a noção de estabilidade. Essa noção se dá ao fato de acharmos (cultura) que depois de 3 anos não podemos mais ser “demitido”

    • Andreia, voce falou tudo, a avaliacao deve sim ser continua, e realmente dificil de medir o “real” desempenho de seu servidor, pois alguns muitas vezes relaxam, apos o estagio probatorio. Pensamentos assim que nos fazem refletir e inovar!
      Obrigada!

  7. Acredito que a avaliação de desempenho deveria exceder o estágio probatório, ou seja, ultrapassar o prazo de experiência. A estabilidade que um cargo público oferece inibe a avaliação dado que o funcionário será demitido apenas em casos excepcionais, de desonra, o que geraria a justa causa. Acho que a avaliação deveria ser continua talvez também poderia ser avaliada pela população em si, já que somos nós que desfrutamos do serviço e exigimos sua eficiencia. Avaliação da satisfação no atendimento seria bem útil neste caso. Claro, dependendo da função em questão!!

  8. A avaliação deveria ser como ocorre no serviço privado, com as pessoas passando por avaliações diárias pelos supervisores e gestores, além de testes ao longo do mês, performance, feedbacks, realização de cursos e treinamentos, enfim, medidas eficientes que aumentam o conhecimento, por parte da empresa, do nivel de engajamento de seus profissionais.

  9. Avaliação deve ser feita por através de cursos,treinamentos,desempenho e assim desenvolver metas a serem cumpridas para saber o nivel de aprendizado do colaborador..

    • As empresas públicas deveriam usar a mesma forma de avaliação que é feita nas empresas privadas, deve forma com certeza o desempenho de seus funcionários melhorariam, já que existe um certo comodismo no mundo público.

  10. Creio que a avaliação deveria ser feita através do desempenho e das competências. O funcionário poderia passar por algumas avaliações, cursos e treinamentos, assim com o feedback ter o conhecimento de como está fazendo seu trabalho.

  11. Acredito que basta o funcionário estabeler suas próprias metas e objetivos,o que pode tornar o individuo mais motivados para realizar sua função, até porque é complicado fazer uma avaliação no período do estágio probátorio, já que o que se ve é uma maior dedicação nesse período, o ideal seria uama avaliação continua.

  12. O desempenho dos funcionários de cargos públicos durante o estágio probatório deveria ser avaliado por seu desempenho e competências, pois como dito anteriormente os indivíduos são diferentes uns dos outros, por isso, executam funções diferentes e porque os indivíduos apresentam atitudes individuais em seu trabalho.

  13. Acredito que deve ser criadas formas do servidor público apresentar bom desempenho mesmo depois do estágio probatório. Talvez a quebra da estabilidade seria uma forma de que o serviço público não seja visto como uma aposentadoria para as pessoas.

  14. Como trabalho em uma instituição publica, sempre vejo os problemas com funcionários que recém ingressaram na instituição, muitos acabam entrando na instituição com a visão de que terão estabilidade e por isso podem fazer o que desejam, sem seguir as normas internas. E é por esses motivos que acho que avaliação no estágio probatório deveria ser como nas empresas privadas, pois assim conseguiriamos selecionar os bons funcionarios e eleminar aqueles que com outras intenções contaminam o grupo.

  15. Com certeza deveríamos avaliar o funcionário público da mesma forma que avaliamos um funcionário de uma empresa qualquer.

    • Sim, sem dúvida, não pode haver diferenciamento. Deve ser feito da forma mais eficaz como um funcionario de instituição privada…

  16. O novo funcionário, ao integrar-se à organização, precisa saber claramente o que seu gestor espera dele. Creio que o ideal seja, juntos, traçarem um plano de atividades individual onde estarão descritas todas as responsabilidades, habilidades e competências que são esperadas neste estágio probatório, e em toda a carreira. O Feedback deve ser constante, a cada melhora e a cada declínio, sempre muito profissional e focado no desenvolvimento e aperfeiçoamento do profissional. Findado o estágio, o resultado deve ser apresentado ao funcionário. Não acaba aí: o plano de ação para correção de “arestas” precisa ser traçado, afinal, a avaliação de desempenho que não leva á mudanças não é válida.

  17. A avaliação por desempenho e competências deveriam fazer parte. Conseguindo mostrar um pouco do potencial do novo funcionário, já é possivel ter uma base de quem realmente será util a empresa.

  18. Acredito que no estagio probatorio nas instituições publicas, deveria ser um periodo para analise do desenvolvimento e das competencias dos estagiarios, como é feito nas empresas privadas, pois dessa forma muitos nao iriam fazer o que querem ou deixariam de fazer, pois iriam ter a ciencia de que a qualquer momento poderiam ser mandados embora.

  19. Concordo com muitos de meus colegas que derão suas opniões acima, ou seja, uma boa opção deve ser uma avaiação por competência, que seja participativa e continua, a avaliação é a ponta do iceberg, as medidas tomadas com os resultados e o plano de ação para melhorar os resultados são questões complementares e indispensaveis.

  20. Acho que o período probatório é suficiente para avaliar o funcionário, o problema está após este período, sendo necessário a criação de um programa que faça o funcionário continuar motivado para desenvolver seu trabalho.

  21. Certamente os critérios de avaliação do serviço publico devem ser melhorados. Isso deveria ocorrem a cada seis meses…no mínimo…pois a prestação do serviços público é muito ruim. Uma vez adquirido à famosa “estabilidade”, a maioria se aproveita disso para manter seu “cargo”. Quem de vocês já precisou do serviço público e o atendimento foi muito ruim? justamente pelo descaso dos funcionários para com a população. O funcionário público “esquece” da sua real obrigação: “servir ao público”

  22. Acredito que em primeiro lugar deve ser avaliado o cumprimento do horário, pois se a pessoa não cumpre nem o horário vai cumprir com o que? Depois eu estabeleceria metas a serem batidas, iniciando com metas leves e conforme o tempo passa dificultando essas metas. Não se deve deixar o servido se acomodar, pois estamos falando de cargos públicos, de pessoas que estão lá para servir aos cidadãos.

    • Concordo plenamente! Muitos entram no aspecto do comodismo deixando de exercer por completo muitas vezes a atividade para a qual foi contratado.

  23. Os cargos públicos sempre foram o alvo de muitas pessoas, jovens e velhos, mas perguntamos a eles o porque disso, e a resposta é sempre “salario bom, e pouco trabalho”, e muitas das vezes essas pessoas são aprovadas nesses concursos, e demonstram um baixo desempenho na execução de seu cargo, o serviço público com certeza precisa mudar seus métodos de avaliação, uma avaliação de competência que seja bem gerida e que possa demonstrar todas as ações negativas e positivas do servidor público, pode ser útil desde que a pessoa responsável por esse serviço seja também alguém que não se preocupa somente com o bom salário e o pouco tempo de serviço.

  24. Concordo com a Patrícia, na realidade eu tinha só pensado nas metas, mas horário é fundamental. Através das metas você pode ter uma visão do trabalho executado,

    • Concordo com a Patrícia e com o Marcio também, na minha opinião os funcionários teriam que cumprir metas, quem sabe esta seria uma das motivações. Pois creio que a maioria dos servidores públicos acreditam que fazendo ou não fazendo seu trabalho eles não vão perder seu cargo, pois são concursados, é ai que eles veem a segurança, não levando tão a sério seu dever…

  25. Os servidores públicos no seu estágio probatório tem que ser avaliados de uma forma mais intensa que em qualquer outra organização, pois como sabemos, após o estágio probatório o servidor ganha sua estabilidade, e nada mais juntos que ele seja avaliado de todas a maneiras, para a organização ter certeza que o servidor é merecedor do cargo. Sendo assim, avaliar o desempenho, o cumprimento dos objetivos, assiduidade, comprometimento, adaptação no cargo, etc.. e ser avaliado não só pelos seu imediato, mas pelos colegas que já possuem a estabilidade.

  26. Concordo exatamente com o que a Patrícia França falou. Na verdade, comprimento de horário nem deveria ser uma avaliação, já que é uma obrigação.
    Estipular metas acredito que seja a melhor maneira.

  27. Creio que é essencial a avaliação de desempenho e competência, estipular metas a serem cumpridas, avaliar o desenvolvimento buscando o melhor deste servidor público, uma vez que se tem após o estágio probatório a estabilidade.

  28. Deve ser avaliado sua capacidade de desenvolver as tarefas e seus objetivos dentro da empresa, ver como foi o seu desempenho naquele periodo dentro da empresa e a sua dedicação para fazer as tarefas.

  29. A avaliação deve ser feita de forma periódica, pelo chefe direto da pessoa. E até mesmo depois do término do estágio probatório um meio de incentivar o funcionário público a estar mantendo um ritmo justo de trabalho são as avaliações de seu trabalho.

  30. Deveria ser avaliado igual o desempenho dos funcionários de cargos particulares, não tem porque ser diferente, deveriam ter um bom desempenho e metas.

  31. Acho que várias mudanças devem acontecer…
    Desde o método de avaliação, que na maioria das vezes é avaliação estruturada, deveria ser uma avaliação semi-estruturada, para se adaptar a cada tipo de funcionário, Preparação do aplicador da avaliação, dar um Feedback para o funcionário,e é claro ter um objetivo, seja para aumento de salário, bonificações, plano de carreira…

  32. A avaliação durante o estágio probatório deve englobar todas as competências do funcionário e o nível de seu desempenho. Acredito que a segurança que o cargo no setor público proporciona após o estágio probatório faz com que alguns funcionários “relaxem” demais, por isso acho que a avaliação de desempenho deveria ir além deste, deveria haver uma avaliação constante, que fizesse com que o funcionário melhore cada vez mais e não decaia.

  33. A avaliação deve acontecer na minha opinião a cada seis meses, compativel com no nosso caso o inicio de um novo semestre. Assim o candidato pode receber feedback se o que aprendeu foi realmente colocado em pratica.

  34. A avaliação no casa do serviço publico deveria ser permanente,assim como em outras organizações.Pois sem essa avaliação o serviço publico não vai para frente.

  35. No estagio de probatório os candidatos dão o melhor de si para garantir sua vaga assim fica difícil avaliar seu real desempenho mais eu acredito que os funcionários públicos teriam que ser avaliados como os funcionários do setor privado com teste de desempenho mais teste contínuos durante todo o período do estagio de probatório assim teriam mais certeza nas respostas.

  36. A avaliação no serviço público deve ser constante e pode talvez ser vinculado com planos de recompensa por competências e acesso a educação corporativa, com apoio para cursos e graduações que oportunizem ao funcionário público a mesma oportunidade de crescimento dos funcionários privados.

  37. Em meu atual emprego tenho contato direto com varios servidores publicos e posso afirmar que a avaliação de desempenho de pessoal no setor se encontra defasada e não atende mais aos novos parametros do mercado, pelo fato dos individuos avaliados serem concursados e portanto não correrem o risco de serem demitidos a avaliação de desempenho deve ser transformada em uma forma de pré-requisito para se alcançar novos objetivos na organização .

  38. Trabalho no serviço público, e percebo que não é somente falta de métodos ou períodos de avaliação o que gera o comodismo no servidor, e sim a falta de interesse dos gestores em aplicar sanções ou avaliar corretamente, ou seja, é uma cultura comprometida, onde mesmo os funcionários novos se acomodam muito rápido.

  39. Na minha opinião, deveria ser feita uma avaliação de competências, neste setor a zona de conforto é muito grande, devemos fazer algo desafiador afim de instigá-lo sempre.

  40. Acredito que da mesma forma que no setor privado, pois o empregado deve sempre saber que esta sendo avaliado e seu trabalho visto de perto, o que acontece é que para os servidores publicos acontece um certo sossego em avaliar, os gestores não acham necessario já que são de cargos públicos, isso é o que não deve acontecer, todo o empregado deve receber um feedback que como esta se saindo na função que exerce.

  41. Os cargos públicos deveriam ser avaliados como os demais porem como um nível de tolerância mais baixo, pois muitas pessoas acham que o cargo publico é muito mais fácil e não se importa em realmente praticar boas gestões e assim podendo comprometer sistemas importante para nos. Eles deveriam ter uma avaliação por meio de nota, caso não atingisse essa determinada nota ele seriam obrigados a deixar o suposto cargo, pois assim não comprometeria o desempenho dos demais.

  42. A avaliação no setor publico deve ocorrer constantemente, e o tempo de estágio probatorio deveria ser reduzida e recompensada com remuneração ou beneficios assim sendo insentivada.

  43. Deveriam ser avaliados por seu desempenho durante o trabalho, absenteismo e talvez uma auto avaliação para tentar determinar sua motivação.

    • Sim Fernanda, concordo contigo e acho a essa auto avaliação é uma sugestão válida, pelo fato de eles terem que se dedicar mais, para poderem se avaliar corretamente, e claro, algum orgão servidor público analisar para que não haja erro, e também darem sugestões para melhoras. Essa avaliação deveria ser contínua e não só durante o processo do estágio probatório, portanto que não haveria o absenteísmo como você disse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s